O Espírito Das Borboletas : Duas Vogais E Duas Consoantes

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Duas Vogais E Duas Consoantes


Será que terei
de gritar
o teu nome?
pegar numa estrela
e com ela escrever
uma estrada infinita
de luz ?

Será Deus
que terei
d´ abraçar o teu corpo
idolatrado
esse teu corpo
que nenhum deus viu
esse teu corpo
pregado na cruz
sangrando
e morrer nos teus braços
com o nome adorado
escorrendo-me como um rio
flagelado?...

Então , hipócritas das letras
que determinais as leis
escrevei com pregos
o nome que eu grito
em completa loucura
e que é a minha salvação
pura !

Podeis levar-me,
agora !
sobre as gargalhadas
e as pedradas
de todos
os que em mim não são
porque
é mais fácil
secarem os mares
do que amordaçar
o vento que me espalha
por cima de todo o tempo!

E , eu, apenas
quero soletrar
com a mais sagrada ternura
as quatro letras divinas
do infinito !
dizer-vos :
amo-a !
e que direito tereis vós
de profanar
de castigar
seu templo imaculado
com vossos amuletos
de crime legalizado?

Pois bem ,
vejam-me morrer
estendido
sobre um céu de madeira
coberto com o manto
do beijo
que conforta
as chagas do meu corpo
e constatai
como as feridas cicatrizaram
e agora que me levais
como um cortejo de sanguinários
por acaso observais
que de cada ferimento
que em mim cravais
nasce uma flor ?
e que esse jardim
que em mim irrompeu
foi ela que o escreveu
quando encostou os seus lábios
e me beijou na sutura
em que o amor nasceu?...

Sim ! podeis levar-me ...



O Espírito Das Borboletas


Há um segredo só nosso,meu amor, neste poema, a forma como ele nasceu, as quatro letras que a fogo de luz me iluminaram e de mim fizeram ... aquele que nasceu para descobrir que AMOR escreve-se com o teu nome. 

8 comentários:

  1. Hi Jorge e Dani

    Embora com um atraso considerável aqui estou a agradecer a vossa visita ao meu blog e as amáveis palavras sobre o meu soneto.
    Estive fora da Europa e só agora volto ao meu sossego para poder agradecer aos amigos e retribuir as visitas.
    Gostei imenso deste vosso poema como gostei de todo o trabalho desenvolvido neste blog. Os meus parabéns.
    Hoje quero desejar-vos um FELIZ NATAL e um 2012 cheio de propesridade
    Um abraço grande

    Chris Morris

    ResponderEliminar
  2. Simplesmente apaixonante, obrigado Jorge por este lindo poema, atrasado com muito pouco tempo, pois agora estou com todas cá em casa :))). Desejoté a ti e Dani e um Santo Natal e um prospero Ano de 2012, um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Perdi o senso das palavras ao ler tão belo poema de amor.

    Mas sei bem o sentido do que dizes e até dos pequenos segredos contidos na poesia para o ser amado, pois também amo meu amor com toda força vital existente em mim.

    Felicidades infinitas para o casal.

    ResponderEliminar
  4. Meu amado Jou, este poema é muito especial para mim. Sabe, amado, sempre falo isso, mas vale ressaltar: fico IMPRESSIONADA com a tua capacidade de criação, com tua sintonia com o Todo Poderoso, com a tua proximidade com o divino.
    Parabéns, meu eterno menino.

    Te amo muito!

    Tua Dan

    ResponderEliminar
  5. Un poema emotivo para reflexionar.Gracias por tus palabras.T sigo.T invito a seguir mi blog.Saludos.Feliz Navidad.

    ResponderEliminar
  6. Lindo!!!!
    Eu não sou muito boa para falar, mas adoro lindos textos como este seu.
    OBRIGADO!!!
    Um Natal cheio de muita luz, paz e alegrias para você!!!
    Um abraço grande.

    ResponderEliminar
  7. Que o Menino Jesus renasça em seu lar, que a Luz da Estrela de Belém ilumine seus caminhos, que a força da união da família se manifeste, e que haja magia em seu coração nesse Natal e em cada dia de 2012!
    Feliz Natal!

    Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderEliminar
  8. Feliz Natal, desejo a voce e familia muitas bençãos em 2012 e muita paz.

    Abraços

    ResponderEliminar